Coisa de bandido

O depoimento de Lula à Zelotes, prestado em 6 de janeiro, foi obtido pelo Estadão.

Lula disse acreditar que Luleco “tenha procurado Mauro Marcondes para obter patrocínio para seu projeto na área de futebol americano”.

Ele disse também – e é nesse ponto que Lula corre o risco de se danar – que nunca indicou “potenciais clientes ao seu filho, como também ele nunca lhe pediu”.

A PF perguntou a Lula sobre arquivo encontrado no computador da empresa de Marcondes, no qual estava registrado: “A MP foi combinada entre o pessoal da Fiat, o presidente Lula e o govenador Eduardo Campos”.

Lula respondeu: “Combinação desse tipo é coisa de bandido”.

Sim, Lula, é coisa de bandido.

Faça o primeiro comentário