Coisa de tiranete maricas

Coisa de tiranete maricas
Foto: Isac Nóbrega/PR

Voltar atrás em atitudes e opiniões erradas não é apenas demonstração de racionalidade. É ato de coragem. Em especial, da parte dos governantes. Um verdadeiro estadista é aquele que também sabe aprender com os próprios erros e, assim, visa a alcançar o bem comum. Tiranos, por sua vez, insistem em cometer os mesmos erros, porque acreditam que admitir que erraram é sinal de fraqueza e têm medo de abrir brechas para os adversários. O bem comum é a última coisa na qual pensam, quando nele pensam.

Hoje, noticiamos que o Ministério da Saúde havia publicado no Twitter uma mensagem recomendando o isolamento social e reforçando o fato de que não há remédio eficaz contra a Covid-19. A mensagem era de uma banalidade absoluta, mas útil para alertar as pessoas que, se as vacinas em testes se provaram eficazes, isso não significa que já se possa relaxar. A mensagem dizia: “Olá! É importante lembrar que, até o momento, não existem vacina, alimento específico, substância ou remédio que previnam ou possam acabar com a Covid-19. A nossa maior ação contra o vírus é o isolamento social e a adesão das medidas de proteção individual.”

Como foi o Ministério da Saúde que postou, muita gente acreditou que Jair Bolsonaro finalmente caíra em si e passara a admitir que as medidas restritivas são a única maneira de impedir a difusão do vírus da Covid-19 e que a cloroquina não funciona para curá-la, como afirmam os estudos médicos. Mas a ilusão logo se dissipou. Foi noticiarmos o tuíte e o Ministério da Saúde correu para apagá-lo.

É mais um episódio ridículo protagonizado pelo governo federal. Bolsonaro inspira medo em gente que tem receio de perder o emprego por fazer a coisa certa. E ele, na mais benigna das hipóteses, morre de medo de admitir que errou e mudar de atitude ou opinião sobre o que é evidente em direção contrária. Coisa de tiranete maricas, para colocar a situação nos termos que o presidente costuma utilizar.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais lidas
  1. Governo estima que mortes por Covid cheguem a 2 mil por dia

  2. Exclusivo: assessor de Mourão procura Congresso: "É bom estarmos preparados"

  3. AGÊNCIA DA ALEMANHA RECOMENDA QUE VACINA DA ASTRAZENECA NÃO SEJA USADA EM MAIORES DE 65 ANOS

  4. "Mega epidemia daqui a 60 dias"

  5. Vacina da Pfizer mostra eficácia de 92% em Israel em 1º resultado fora de ensaio clínico

Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 164 comentários
TOPO