Collor agora é PROS

Fernando Collor de Mello deixou o PTC e agora é do PROS, único partido que topou coligar com PT e PCdoB na chapa presidencial de Fernando Haddad, no ano passado.

O presidente da legenda, Eurípedes Júnior, ficou cinco dias foragido em outubro, quando foi expedido um mandado de prisão temporária contra ele no âmbito da Operação Partialis, que investiga desvio de 2 milhões de reais na aquisição de gases medicinais em Brasília e no Pará.

Eurípedes também foi acusado de receber 7 milhões de reais da Odebrecht para vender o tempo de TV do partido para a campanha de Dilma Rousseff em 2014.

Renan Calheiros: será que ele vai retomar o poder no Senado? Leia aqui

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 62 comentários
    1. E parece que não há opção. Se vota no zé pilintra, zé pilantra, pomba-gira, maria padilha ou no satanás. Terrível. O povo fica cercado como peru dentro de um círculo de giz.

  1. Legal ver o Collor pra cima e pra baixo com o Bolsonaro; ainda levam o Sarney a tira-colo. Essa é a nova política Bolsonarista, com direito a Rodrigo Maia, ministro do MDB e presença do PSDB. Lixo

  2. Exato. Um crápula desses solto por aí, junto com seu colega Renanzinho, os “Alagoânus” dão voz ao petralhismo, de que Lula é o principal alvo. Apesar de serem amiguinhos dos petebas.

  3. Como dizia o próprio Collor quando foi cassado: “O TEMPO É SENHOR DA RAZÃO!” Além das investigações da PF contra si, e sua alianças políticas, o TEMPO mostrou quem de fato é Collor.

  4. O que faz um cidadão desses ainda solto por aí?Espero que durante este governo essas tristes figuras que ainda transitam pelas mordomias do poder com a maior cara de pau tenham o destino merecido.