ACESSE

Collor diz que prisão de Queiroz abala "estrutura emocional" de Bolsonaro

Telegram

Fernando Collor rechaçou hoje, em entrevista à Rádio Itatiaia, comparações entre Fabrício Queiroz e PC Farias, mas disse que a prisão do ex-assessor de Flávio Bolsonaro pode abalar o governo.

“A prisão começa a abalar a estrutura emocional do presidente. Ele está visivelmente consternado e constrangido por esses problemas que o circundam”, afirmou Collor, impichado em 1992. “Temos que ver os desdobramentos deste fato, mas boa coisa seguramente não será.”

Para Collor, no entanto, Queiroz e PC “não têm nada a ver”. “É como buscar juntar lé com cré. Não cola.”

Perguntado se acreditava na possibilidade de um golpe militar no Brasil, Collor respondeu:

“É pouco provável. Porque, ao falar sobre intervenção militar, temos que partir do princípio de que as Forças Armadas estejam dentro deste processo, e elas absolutamente não estão. Os integrantes das Forças Armadas estão dissociados de qualquer possibilidade de tentativa de fechamento de regime ou golpe militar. Não vejo a menor possibilidade.”

Leia mais: Exclusivo: as provas contra Queiroz. Clique e leia mais

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 35 comentários