Com 16% dos alunos infectados, cidade de SP descarta volta às aulas em setembro

Bruno Covas descartou o retorno de aulas de reforço presenciais em setembro na cidade de São Paulo.

Como mostramos, o governo do estado de SP adiou para outubro a volta às aulas, mas liberou para municípios que estão na fase amarela do Plano São Paulo que retomem as atividades opcionais em 8 de setembro.

A prefeitura de SP fez um inquérito sorológico, que identificou que 16,1% dos alunos da rede pública municipal já contraíram a Covid-19.

Os resultados mostraram que 64,4% dos estudantes com idade entre 4 e 14 anos são assintomáticos.

“A retomada das aulas nesse momento significaria a ampliação do número de casos, a ampliação em consequência do número de internações e de óbitos na cidade de São Paulo, razão pela qual não teremos o retorno em setembro, como o estado autorizou, com apenas 35% das salas funcionando. Isso não ocorrerá”, disse Covas.

Leia mais: Por que os depósitos de Queiroz para Michelle Bolsonaro NÃO foram incluídos na investigação da 'rachadinha'? Estratégia
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários
TOPO