Com casa no Rio, Witzel recebia auxílio-moradia

Wilson Witzel, o vencedor do primeiro turno na disputa pelo governo do Rio, recebia auxílio-moradia como juiz federal apesar de ter uma casa na capital fluminense, informa o UOL.

A prática não é ilegal, mas é polêmica –no ano passado, a União gastou R$ 817 milhões com o pagamento do benefício nos três Poderes.

Durante seu período como juiz, Witzel recebia R$ 4.317,73 por mês de auxílio-moradia. O candidato do PSC é dono de uma casa na zona norte do Rio avaliada em R$ 400 mil –o único bem que declarou à Justiça Eleitoral.

O aliado de Jair Bolsonaro, que atuava na 6ª Vara Federal Cível do Rio, deixou o cargo em março para disputar as eleições. No domingo (7), obteve 41,28% dos votos no primeiro turno, superando largamente Eduardo Paes (19,56%).

Por meio de sua assessoria, ele defendeu que o auxílio-moradia tem previsão legal e que os direitos de juízes devem ser discutidos no Congresso.

Comentários

  • antonio -

    E daí, todo juiz recebe este auxílio imoral, não é ilegal. Queriam que o cara abrisse mão ? Só ele? Odeio privilégios e imoralidades mas respeito a lei por mais injusta que ela seja. É imora

  • joao -

    Gente é imoral mas não é ilegal!!! Então que se aprove uma lei extinguindo esse beneficio, os juízes não podem abrir mão dessa regalia se está na lei! Que retire essa regalias através de lei,

  • Goreba -

    IMORAL é o judiciário "libertar" todos os corruptos e ladrões que tenham "bons rábulas" para defendê-los! E mais, ex-presidentes da República continuarem com aparato de segurança, etc, etc,

Ler 72 comentários