Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Com CPI, Omar Aziz gasta R$ 40 mil mensais do cotão com comunicação e marketing

Após 15 meses, senador amazonense volta a recorrer à cota parlamentar para promover a sua imagem à frente da Comissão Parlamentar de Inquérito
Com CPI, Omar Aziz gasta R$ 40 mil mensais do cotão com comunicação e marketing
Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

Em 2020, ano do início da pandemia da Covid, o senador amazonense Omar Aziz (PSD) não gastou um centavo da cota parlamentar a que tem direito com despesas de comunicação ou marketing.

No ano anterior, Aziz havia torrado R$ 325,2 mil do cotão para custear os “serviços de consultoria em comunicação e marketing” da microempresa de Jefferson Coronel, seu marqueteiro político em campanhas no Amazonas, como chegamos a noticiar.

Os gastos com essa finalidade ressarcidos pelo Senado voltaram em abril deste ano, quando Omar Aziz começou a presidir, no fim daquele mês, a CPI da Covid. O senador, muito provavelmente, será candidato à reeleição em 2022.

Em abril e em maio, segundo levantamento feito por O Antagonista nas notas fiscais apresentadas ao Senado, foram gastos R$ 40 mil em cada mês, para a contratação de serviços de consultoria em comunicação e marketing e de assessoria de comunicação.

O montante está sendo dividido da seguinte maneira: R$ 30 mil para uma empresa de Manaus, responsável por “monitoramento, pesquisa de conteúdo, redação, postagens e design para o meio digital, redes sociais, assessoria de imprensa, estrutura de produção, redação e edição de vídeos”; e R$ 10 mil para uma assessoria de comunicação de São Paulo.

O chamado “cotão” é dinheiro público a que os congressistas têm direito para gastar com quase tudo o que você conseguir imaginar.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO