"Com lockdown, pessoas vão morrer de fome", diz secretário de Saúde de SP

“Com lockdown, pessoas vão morrer de fome”, diz secretário de Saúde de SP
Foto: Governo do Estado de São Paulo

O secretário de Saúde do Estado de São Paulo, Jean Gorinchteyn, disse ser contra o lockdown no Brasil.

Segundo ele, a medida, combinada com a falta do auxílio emergencial, pode levar parte da população a “morrer de fome”.

Em entrevista à Rádio CBN, Gorinchteyn defendeu ‘restrições enérgicas’ para evitar a propagação do coronavírus.

“Sou contra lockdown como é feito em outros países, enquanto nós não tivermos esse auxílio (emergencial) para as pessoas que dependem disso. Temos que fazer restrições mais robustas e enérgicas, mas o lockdown no nosso país, não temos condições de fazer. As pessoas vão morrer de fome. Vamos ter um problema civil.”

O secretário defendeu ainda a suspensão das aulas presenciais no estado para diminuir a circulação de pessoas.

Leia mais: Enquanto dezenas de países do mundo já iniciaram a vacinação contra a Covid-19, o Brasil patina entre duas vacinas.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO