Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Com população vacinada, Freire vê impeachment de Bolsonaro como "possibilidade muito concreta"

Presidente do Cidadania criticou a insistência de Lula e Bolsonaro na polarização e alertou para o fato de muita gente acabar sendo usada nesse sentido
Com população vacinada, Freire vê impeachment de Bolsonaro como “possibilidade muito concreta”
Reprodução/redes sociais

O presidente do Cidadania, Roberto Freire, acredita que existe, sim, “possibilidade muito concreta” de impeachment de Jair Bolsonaro, se a vacinação contra a Covid avançar no país.

“Se o Brasil já tivesse vacinado a população e estivéssemos perto de uma certa normalidade, estaríamos tendo grandes manifestações e o impeachment seria uma possibilidade muito concreta”, disse a O Antagonista o líder partidário, que, mesmo tendo recebido as duas doses do imunizante contra a Covid, não considerou coerente ir às ruas no último sábado.

O ex-deputado acrescentou que os atos do fim de semana foram “plural”, mas ponderou ser óbvio que PT e CUT, por exemplo, aproveitaram-se dos protestos para fortalecer a pré-candidatura de Lula em 2022.

“Nós não convocamos ninguém para as ruas. Quando eles [PT e CUT] convocaram, é claro que eles estavam esperando exatamente isto: utilizar as manifestações para a campanha de 2022.”

Freire criticou a insistência do PT e de Bolsonaro na polarização política e alertou para o fato de que muita gente acaba sendo usada na tentativa de construção dessa narrativa.

“O interesse do Lula e do Bolsonaro com as manifestações na pandemia é este aí: antecipar tudo e tratar a polarização como favas contadas, como se fosse algo irreversível.”

Sobre a incoerência no fato de que militantes de esquerda se aglomeraram em várias cidades, Freire comentou: “Você tinha muito jovem e jovem é impetuoso”.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO