Com presença de Eduardo, líderes adiam votação de projeto sobre armas

Telegram

Em reunião que contou com a participação do (por enquanto) novo líder do PSL na Câmara, Eduardo Bolsonaro, foi adiada a votação do projeto de lei que muda as regras para o registro, a posse e a comercialização de armas no país.

A proposta de adiamento da análise da matéria contou, inclusive, com a anuência do próprio governo, diante da falta de acordo entre os líderes partidários.

“Eu não vou falar com vocês, não”, limitou-se a dizer o filho de Jair Bolsonaro ao deixar a reunião.

Comentários

  • José -

    A Glockinha dele tem mira? Talvez fosse melhor ele mandar tirar a mira....machuca menos se alguem resolver enfiá-la no fiofó dele....

  • Thel -

    Ninguém quer discutir enquanto esse vag@bundo estiver no meio.

  • elias -

    EU TENHO DIREITO A POSSE e ao PORTE de ARMA PARA MINHA DEFESA , da MINHA FAMÍLIA e da MINHA RESIDÊNCIA e PONTO FINAL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Ler 7 comentários