ACESSE

COM PSL, BOLSONARO NÃO GARANTE PARTICIPAÇÃO EM DEBATES DE TV

Telegram

Ao escolher o diminuto PSL para lançar sua candidatura à Presidência, Jair Bolsonaro reduziu suas chances de participar dos debates de TV nas eleições de 2018.

É que o artigo 46 da nova Lei Eleitoral só assegura a participação de candidatos dos partidos que tenham representação mínima de cinco deputados federais na Câmara.

A regra se aplica ao número de parlamentares que o partido tinha até 30 de setembro de 2017 – apenas dois no caso do PSL e três no caso do Patriotas/PEN.

A decisão de convidar o candidato que não se enquadra na lei é da emissora de TV, mas Bolsonaro corre o risco de repetir Erundina, na campanha de 2016.

Ainda valia a regra antiga de, no mínimo, nove parlamentares. Como o PSOL só tinha cinco, as TVs não eram obrigadas a chamá-la.

A deputada e ex-prefeita de São Paulo acabou de fora de vários debates. Ela chegou a protestar na porta da Bandeirantes.

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 272 comentários