ACESSE

Com quarentena, furtos e roubos desabam em SP, mas homicídios sobem

Telegram

Os crimes patrimoniais, como furtos e roubos, tiveram queda de até 65% no estado de São Paulo nos primeiros 15 dias da quarentena decretada pela gestão João Doria por causa do novo coronavírus, informa a Folha.

O estudo da Secretaria da Segurança Pública, por outro lado, mostra que os homicídios e latrocínios (roubos seguidos de morte) subiram até 10% no mesmo período, entre os dias 20 de março e 7 de abril.

Segundo o jornal paulistano, os dados foram comparados com as ocorrências verificadas entre 22 de março e 9 de abril de 2019.

“Embora correspondam a datas diferentes, o parâmetro escolhido compreende uma contagem de 18 dias iniciada em uma sexta-feira e concluída em uma terça e, assim, com perfil igual de dias.”

Leia também: O remédio para a pandemia?

Comentários

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 44 comentários