Com vacinação atrasada, Pazuello nega atraso e fala em "avalanche" de propostas

Com vacinação atrasada, Pazuello nega atraso e fala em “avalanche” de propostas
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom /Agência Brasil

Eduardo Pazuello, em evento do conselho que reúne secretários municipais de saúde, disse há pouco que não há atraso na vacinação contra a Covid-19 no Brasil, que está atrasada.

Ele se mostrou otimista diante da falta de insumos para a produção de imunizantes.

“Estamos em negociação diplomática com a China. Conversei com embaixador chinês, e solicitei entrevista com ele, que foi feita. Ele vai fazer as gestões necessárias, e colocou pra mim que não há discussão política e diplomática, e sim burocrática, e vai ver onde está o entrave e ajudar a destravar.”

O ministro da Saúde afirmou também que haverá uma “avalanche” de propostas de vacinas.

“Em janeiro, começo de fevereiro, vai ser uma avalanche de laboratórios apresentando propostas, porque são 270 iniciativas no mundo. Temos que ter atenção e muito cuidado para colocar todas elas disponíveis o mais rápido possível dentro da segurança e eficácia.”

Para não perder o costume, Pazuello aproveitou para se queixar do que chamou de “desgastes diários, fake news e pressões de todos os lados”.

Leia mais: Assine a Crusoé, a revista que não tem medo de apontar os verdadeiros culpados pelas mazelas brasileiras.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO