Comandante interino de batalhão da PM-SP tentou proibir porte de armas por policiais de folga

O major Fernando Ferreira Alves, comandante interino do 38º Batalhão da PM de São Paulo, publicou ontem uma ordem de serviço proibindo todos os soldados do batalhão de saírem do serviço com suas armas.

A Secretaria de Segurança Pública do estado informou, no entanto, que a ordem só se aplicava ao 38º Batalhão e não está mais em vigor. Por meio da assessoria de imprensa, a SSP disse que a ordem foi “errada” e foi cassada antes de produzir efeitos.

Na ordem de serviço, o major proibiu a carga e o porte de armas de todos os soldados de segunda classe, por causa das “diversas ocorrências envolvendo policiais militares no horário de folga”.

Leia mais: Marco Aurélio e o caso André do Rap: como a lei (e a mais alta corte do país) pode ser usada para libertar um criminoso considerado perigoso?
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 18 comentários
TOPO