“Começa a campanha”

Pela manhã, José Rocha, líder do PR na Câmara, disse a O Antagonista que a decisão sobre o apoio do partido a Jair Bolsonaro seria tomada depois que o Brasil fosse eliminado da Copa da Rússia.

A tendência é de que, a partir de agora, as negociações para as eleições avancem com mais consistência.

Comentários

  • A -

    O "partido do Waldemar" NÃO vai conseguir manter sua bancada de CANALHAS CÚMPLICES. Até o dia 07/10 as pessoas, hoje ainda incautas, estarão muito bem orientadas a NÃO REELEGER CORRUPTOS.

  • Brasil -

    Ainda que a aliança seja feita, Jair Bolsonaro terá um tempo de tv menor que os demais. Ele usará muita criatividade, não precisará de marqueteiros, no máximo alguns youtubers profissionais, que saibam mexer com fundo verde, e edições inteligentes, com o capitão a todo momento no centro da câmera.

  • Brasil -

    Quem tenta sabotar esse apoio são os presidenciáveis Alckmin, Ciro, Meirelles, Marina, e outros, que não querem ter um partido a menos nas suas coligações, no caso do partido ir pro Jair Bolsonaro, com o capitão fazendo exigências éticas e negando ministérios, estatais, e nomeações de tribunais.

Ler 20 comentários