Comemore

Você pode comemorar, sim, o resultado de hoje no STF.

A decisão sobre a liminar que requeria o fim da prisão de condenados em segunda instância tem caráter vinculante — e é praticamente impossível que, no julgamento sobre o mérito da ação, ela seja revertida. Inclusive porque o relator será Edson Fachin.

Daí o desalento de Marco Aurélio Mello.

Faça o primeiro comentário