Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Comissão da Câmara aprova reforma administrativa; destaques ainda serão votados

Os parlamentares ainda apreciarão 21 propostas de mudanças ao texto antes de a proposta ser enviada ao plenário. Texto mantém privilégios do Judiciário e MP
Comissão da Câmara aprova reforma administrativa; destaques ainda serão votados
Foto: Toninho Barbosa

A comissão especial da Câmara acaba de aprovar, por 28 votos a 18, a PEC da reforma administrativa. Os parlamentares ainda apreciarão 21 destaques que podem mudar o texto. Após esse processo, a proposta segue ao plenário. 

Deputados de oposição tentaram adiar a discussão, mas foram derrotados. Um requerimento de retirada de pauta foi derrotado por 15 x 31, e em seguida um pedido para adiar a votação por cinco sessões foi rejeitado por 15 x 30.

O relator, Arthur Maia (DEM-BA), apresentou na manhã de hoje a a sexta versão do parecer, que sofreu várias reviravoltas. A proposta aumentou de seis para 10 anos o prazo de contratação de servidores no regime por tempo determinado.

Em uma versão anterior do texto, Maia chegou a retirar a possibilidade de redução de jornada de servidores, mas o novo texto tem essa hipótese, para conter despesas em caso de crise fiscal.

Além disso, o parlamentar manteve os privilégios de magistrados e membros do Ministério Públicos. Entre eles, férias superiores a 30 dias e aposentadoria compulsória como punição.

Leia mais:

Relator prevê contratação temporária por 10 anos na reforma administrativa

Após reviravolta, relator mantém privilégios de juízes e promotores na reforma administrativa

Impacto financeiro da reforma administrativa é desconhecido

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO