ACESSE

Comissão de Ética da Presidência ainda busca dados sobre Geddel

Telegram

A Comissão de Ética Pública da Presidência ainda busca dados sobre investigações na Justiça  contra Geddel Vieira Lima para subsidiar um procedimento administrativo. Ex-ministro dos governo Dilma e Temer, ele deixou cargo no Executivo em novembro de 2016.

A comissão ainda mantém aberta uma apuração ética em desfavor de Geddel e Elias Fernandes, ex-diretor do Dnocs. Órgão vinculado à Presidência, o colegiado fiscaliza a aplicação do Código de Conduta da Alta Administração Federal.

Uma das investigações requeridas pela comissão é sobre a suposta atuação de uma organização formada por deputado do MDB que teria atuado em uma série de desvios na administração pública e que foram alvos da Lava Jato.

Preso desde julho de 2017, Geddel foi condenado em outubro pelo STF a 14 anos de prisão, no caso do bunker de R$ 51 milhões em Salvador e pode deixar em breve a cadeia.

COMO ELE VIROU O VICE QUE BOLSONARO QUER. Saiba mais

Comentários

  • Glória -

    Nossa o que já se tem deste ladrão não basta ???

  • Gil -

    Palhaçada esse nosso código penal. Condenado a 14 anos, fica só 2 ou 3 anos na cadeia. Por que não condenou já nesse tempo, mais “burrocracia”?

  • Márcia -

    Geddel, lugar de #ladrãovagabundo, é na prisão perpétua!!! 🤮🤮🤮 #prisaoSegundaInstancia JÁ

Ler 6 comentários