Comissão de Ética libera Teich de quarentena profissional

A Comissão de Ética da Presidência liberou o ex-ministro Nelson Teich para atuar no setor privado, sem a necessidade de um período de quarentena.

“Não existe conflito, e por isso não existe a necessidade da quarentena. Independente dessa decisão, qualquer informação considerada privilegiada obtida em razão das atividades públicas exercidas tem que ser resguardada a qualquer tempo”, disse Teich à Folha.

No caso de Luiz Henrique Mandetta, porém, a comissão impôs quarentena profissional remunerada por seis meses.

Leia mais: A guinada de Bolsonaro para ficar no poder
Mais notícias
TOPO