ACESSE

Como funciona a indústria da ocupação em São Paulo

Telegram

São Paulo conta com seis promotores de Justiça de Habitação e Urbanismo, uma unidade do MP que só existe em São Paulo.

Eles vivem sendo ameaçados porque sabem como funciona a indústria da ocupação irregular, criada na cidade durante a administração de Marta Suplicy.

A indústria alimenta os demagogos que mandam pobres invadir prédios, para que eles saiam mediante pagamento da prefeitura — e voltem a invadir outros, perpetuando o ciclo.

Ela também enche os bolsos de proprietários de imóveis ocupados: boa parte dos prédios abandonados no centro de São Paulo pertence a famílias com relações no poder (não era o caso desse que desabou hoje, propriedade da União).

Em parceria com os criminosos da ocupação, os proprietários forçam a desapropriação, para ganhar com dinheiro público o que jamais obteriam no mercado imobiliário.

As vidas em jogo nessa indústria são apenas um colateral.

Comentários

  • MMDC -

    Esse post do Antagonista não tem a menor lógica. Como os proprietários poderiam estar "lucrando" com essas ocupações, uma vez que além da desvalorização do entorno das áreas ocupadas, ocorrem danos estruturais aos edifícios sem possibilidade de reparo? Maldita seja essa tentativa de culpar as vítimas! E sim, São Paulo tem que controlar o fluxo migratório! Doa a quem doer! Quem não estiver aqui para ajudar o povo paulista, a engrandecer São Paulo, DEVE IR EMBORA!

  • Cansado -

    Não se pode dizer que o Brasil nãoé um país industrializado: indústria da seca, indústria da enchente, indústria do desabamento, indústria das multas, indústria das liminares, indústria da invasão, ...

  • m -

    Tudo que as Esquerdas se envolvem tem Malandragem, Vigaristas, Corrupção, Sacanagens, é Impressionante como essas pessoas não tem Caráter,

Ler 105 comentários