Como o homem do esquema de Renan peitou Graça Foster

Outra relevação da Bloomberg: em meio ao maremoto de escândalos do petrolão, Graça Foster quis demitir o então presidente da Transpetro, Sergio Machado, citado na delação premiada de Paulo Roberto Costa e cujo nome não é mencionado na reportagem. Mas, quando Graça Foster o chamou para mandá-lo embora, ouviu de Sergio Machado que seria melhor que ela “resolvesse isso em Brasília”. Ou seja, que consultasse antes Dilma Rousseff sobre as questões políticas que a sua demissão causaria.

Ele só sairia três meses mais tarde, depois da demissão de Graça Foster. Sergio Machado era da cota do senador Renan Calheiros na Petrobras.

Faça o primeiro comentário