COMO PALOCCI ENTROU NA SETE BRASIL

Lembram do João Ferraz, o primeiro presidente da Sete Brasil, que embolsou propina de contratos para a construção e operação de navios-sonda do pré-sal?

Ele disse à Polícia Federal que conheceu Antonio Palocci num “jantar de desagravo” que aconteceu após a queda do ministro no início do governo Dilma Rousseff.

Ferraz mantinha reuniões periódicas com Palocci para atualizá-lo sobre os contratos da Sete Brasil. À PF, ele negou que conversasse sobre propinas com o ex-ministro. “Eu gostava muito dele. Achava que tinha uma visão interessante”.

Ferraz também revelou que foi Júlio Camargo que lhe apresentou Palocci, sugerindo que o lobista-delator da Lava Jato possuía relação de confiança com o “italiano”.

Faça o primeiro comentário