"Como pastor, eu tenho minhas próprias convicções"

O ministro da Educação, Milton Ribeiro, voltou a se justificar sobre a declaração na qual ele atribui a homossexualidade de jovens “a famílias desajustadas”.

Em visita a Londrina, ele afirmou neste domingo que tem suas “próprias convicções” como pastor e que não queria ofender ninguém.

“Naturalmente eu tenho minha liberdade também de opinião e ali eu estava me referindo não propriamente aos adolescentes, mas às crianças. Eu respeito muito as opções como ministro de estado. Como pastor, eu tenho minhas próprias convicções. Mas, como ministro de estado, eu sou ministro de todos.”

Na última sexta-feira, a PGR pediu ao Supremo Tribunal Federal a abertura de inquérito sobre o ministro por suposta prática de homofobia.

Leia mais: O PGR age para blindar Bolsonaro? Clique aqui para ler na íntegra
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO