Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Como será a divisão da CPI da Covid por partidos

Como será a divisão da CPI da Covid por partidos
Foto: Wilson Dias/ Agência Brasil

O Antagonista teve acesso, com exclusividade, aos espaços que partidos e blocos parlamentares ocuparão na CPI da Covid, que Luís Roberto Barroso mandou instalar no Senado.

A divisão é com base na proporcionalidade das atuais bancadas.

Serão 11 titulares, assim divididos:

Bloco MDB, PP e Republicanos – 3 senadores
Bloco PSDB, Podemos e PSL – 3 senadores
PSD – 2 senadores
Bloco DEM, PL e PSC – 1 senador
Bloco Rede, Cidadania, PDT e PSB – 1 senador
Bloco PT e Pros – 1 senadores

Serão 7 suplentes, assim divididos:

Bloco MDB, PP e Republicanos – 2 senadores
Bloco PSDB, Podemos e PSL – 1 senador
PSD – 1 senador
Bloco DEM, PL e PSC – 1 senador
Bloco Rede, Cidadania, PDT e PSB – 1 senador
Bloco PT e Pros – 1 senadores

Boa parte dos líderes partidários informou a O Antagonista que os nomes serão definidos até o início da próxima semana, após reuniões das bancadas.

Por tradição, o primeiro signatário do pedido de CPI pode pleitear a vaga de presidente ou relator do colegiado. Mas Randolfe Rodrigues, autor do pedido em questão, admitiu a este site ser “difícil” que ele consiga alguma das duas funções:

“Não temos número [o partido dele, a Rede, só tem dois senadores] e a CPI é muito polêmica. Não vou alimentar essa ilusão.”

Leia mais: Na edição especial do final deste 2020 tão desafiador, a revista tem a honra de publicar conteúdos de articulistas brilhantes e com atuação importante nas suas especialidades.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO