Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Compra de vacinas por estados e municípios tem 'risco potencial' de afetar imunização, diz Saúde

Compra de vacinas por estados e municípios tem risco potencial de afetar imunização, diz Saúde
Foto: Anderson Riedel/PR

Em meio à aliança de governadores e prefeitos para negociar e comprar vacinas apostando em obter recursos da União, o Ministério da Saúde afirmou que essas aquisições não estão amparadas nos recursos disponíveis hoje, informa O Globo.

A pasta ainda chefiada por Eduardo Pazuello também alegou “risco” de que essas operações prejudiquem o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19.

As alegações constam de ofício da pasta datado de 16 de março e enviado ao STF.  O documento é assinado por Élcio Franco, o número 2 de Pazuello.

A manifestação do ministério ocorre na ação que discute a abertura de créditos extraordinários da União para compensar estados e municípios que conseguirem agilizar as compras, caso o governo federal se mostre inoperante.

O uso de recursos federais para essas aquisições constava de lei aprovada pelo Congresso, mas o trecho foi vetado por Jair Bolsonaro —e os parlamentares ainda não analisaram o veto.

Para que a pressa, não é? São só 2.300 brasileiros, em média, morrendo de Covid todos os dias.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO