A comunicação de Bolsonaro

Dirigentes de partidos alinhados e ministros recém-nomeados têm expressado ao presidente eleito preocupação com os ruídos na comunicação dos seus planos e a ausência de porta-voz na equipe de transição, registra o Painel.

“Desencontros entre o próprio Bolsonaro e o futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, e manifestações dos filhos do capitão reformado criaram a impressão de que o discurso do novo governo é desconexo e improvisado, dizem esses aliados.”

Um cacique do DEM disse à coluna da Folha que o novo governo não conseguirá viabilizar seus projetos no Congresso se ficar limitado à estratégia de comunicação atual, “centrada nas redes sociais, sem buscar diálogo mais consistente com os líderes partidários”.

Comentários

  • Valdir -

    Se livrem desse Onix Lorenzoni e do tal Marinho, são Quintas Colunas!

  • Manuel -

    Felipe Moura Brasil. Capitao. Um Nome Certo pata este cargo.

  • BrunnoJapa -

    Eles querem é a famosa "governabilidade". Não querem pedir carguinhos na cara de Bolsonaro nem dos filhos e nem dos ministros. Agora é voz de prisão, amigo. ACABOU A BAGUNÇA!

Ler 114 comentários