Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Concurso de "amor à Pátria" de Osmar Terra teve menos inscritos do que vagas

Concurso de “amor à Pátria” de Osmar Terra teve menos inscritos do que vagas
úde, Luiz Henrique Mandetta.

Quando ainda era ministro da Cidadania, Osmar Terra lançou o concurso de vídeos “Amor pelo Brasil”. A ideia era premiar 351 vídeos, produzidos por jovens de 12 a 18 anos, que “abordem iniciativas que contribuam para a melhoria de vida em suas comunidades”. As produções seriam avaliadas por servidores do próprio Ministério da Cidadania.

Lançado por Osmar Terra em outubro, o concurso adiou o prazo de inscrições. O prazo original era 12 de novembro, mas foi estendido para 30 de janeiro.

O Ministério da Cidadania guardava a sete chaves o número de inscritos no concurso, como registramos.

O Antagonista recorreu à Lei de Acesso à Informação, e, depois de uma resposta negativa e um recurso, veio a resposta: “A Secretaria do Audiovisual recebeu 217 vídeos até o dia 30/01/2020, data de encerramento das inscrições para concorrer a premiação do edital nº 05/2”.

217 vídeos correspondem a 61% do total de vagas.

O Amor pelo Brasil tem previsão de custos de R$ 2 milhões aos cofres públicos, incluindo prêmios em dinheiro e viagens a Brasília para os autores dos melhores vídeos.

Desde 23 de março, O Antagonista vem mandando e-mails ao Ministério da Cidadania, hoje chefiado por Onyx Lorenzoni, sobre o futuro do concurso. Não tivemos resposta.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO