ACESSE

Conexão Miami

Telegram

Na decisão que deflagrou a operação contra a militância bolsonarista, Alexandre de Moraes reproduziu diagramas do inquérito que mostram a interação entre os principais perfis do chamado Gabinete do Ódio.

Um dos citados é Leandro Ruschel, integrante de um grupo de WhatsApp chamado “milícia jacobina” – citado em matéria da Crusoé no ano passado.

Gaúcho e churrasqueiro amador, Ruschel é fundador do Grupo L&S e diretor da Liberta Global, com sede em Miami.

Leia também: Bolsonaro e a prisão de Toffoli e Alexandre de Moraes

Comentários

  • Nando -

    Coitado do rushel hahahahhah hahahahahhahah agora foi promovido a agente secrero

  • Mcz -

    Turma famosa na rede..kkk

  • Gilberto -

    Alguém pode me explicar o que há de errado nessa interação? Esses diagramas provam oque? Quais são os fatos criminosos elencados pelo Torquemada da vez?

Ler 45 comentários