Congresso adia decisão sobre prazo de cinco dias para uso emergencial de vacinas

Congresso adia decisão sobre prazo de cinco dias para uso emergencial de vacinas
Foto: Anvisa

O Congresso Nacional adiou a decisão sobre o veto de Jair Bolsonaro ao trecho da Medida Provisória que determina prazo de cinco dias para a Anvisa aprovar o uso emergencial de vacinas contra a Covid.

O trecho em questão está na MP que autoriza o Brasil a aderir ao consórcio Covax Facility. Na mensagem do veto, Bolsonaro disse aos parlamentares que o prazo de cinco dias “viola o princípio constitucional da separação dos Poderes ao usurpar a competência privativa do presidente da República”.

O veto deverá ser analisado na próxima semana.

 

Leia mais: O início da vacinação no Reino Unido traz esperança para o mundo e dá a largada para a corrida dos políticos pela vacinação em massa em diferentes países.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO