Congresso discute prorrogar decreto de calamidade, e Planalto recua

No Congresso, parlamentares voltaram a discutir a prorrogação do decreto de calamidade pública para o início de 2021.

Dessa forma, seria possível estender o Orçamento de Guerra por mais alguns meses, e o governo poderia prorrogar o coronavoucher e ganhar fôlego para discutir o Renda Brasil.

O Planalto, que já apoiou a manobra, não tenta desta vez emplacar a medida. O líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, disse a O Antagonista que “não há articulação” neste sentido.

Principal opositor à prorrogação da calamidade no governo, Paulo Guedes defende que o governo se vire com o orçamento primário em 2021 –com ou sem a aprovação do Renda Brasil a tempo.

Leia mais: Exclusivo: a casa secreta de Brasília
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 8 comentários
TOPO