A conivência da Igreja Católica com os grevistas de fome de Lula

A Igreja Católica preferiu optar pela omissão a ter que tentar explicar por que uma casa religiosa em Brasília está servindo de abrigo para os grevistas de fome de Lula.

Procurada por O Antagonista, a Companhia de Jesus disse que “não se pronunciará” sobre o episódio. A CNBB não respondeu aos nossos questionamentos.

Dom Sérgio da Rocha, arcebispo de Brasília e presidente da CNBB, por meio de sua assessoria, recorreu ao esperado discurso de que “os jesuítas têm autonomia” – raciocínio já refutado por este site aqui.

Omissão e conivência se confundem.

Comentários

  • pedro -

    Vamos parar de dar a oferta, ou dízimo para esses bandidos da CNBB .A teologia da libertação(padre e bispos comunistas) acabou com nossa igreja. Paremos já as ofertas, fora com padre comunistas.

  • Ricardo -

    A Igreja Católica não comenta a sociedade q faz com corruptos de esquerda é como o STF não comentar os 100 000reais mensais recebidos por Toffoli. Fiéis q contribuem p Igreja Católica são ludibriados.

  • illa -

    Como entender o papel da igreja católica no Brasil!Defendem a bandidagem com a maior cara de pau!!!Como podem defender um bandido condenado que arrastou o Brasil para o brejo!Destruiram tudo!

Ler 66 comentários