“A conivência também é corrupção”, diz Alvaro a Meirelles

Alvaro Dias chama Henrique Meirelles para o “ringue” e pergunta que contribuição o candidato do MDB deu para o combate à corrupção enquanto esteve nos governos de Lula e de Michel Temer.

“Tem que começar com o exemplo. Nunca houve sequer uma suspeita, um escândalo ou uma acusação [contra mim]. Na minha gestão, nunca existiu casos de corrupção com a minha equipe ou com pessoas que trabalhavam diretamente comigo”, respondeu o emedebista.

Alvaro, na réplica, diz que também deu exemplos ao longo de sua trajetória, recusando privilégios e defendendo o fim do foro privilegiado e a prisão na segunda instância.

“A conivência também é corrupção”, cutucou o candidato do Podemos, lembrando que o adversário fez parte de governos enrolados.

“Meu histórico é de trabalho duro”, replicou Meirelles.

Temas relacionados:

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

Ler mais 1 comentários
  1. Conivência por conivência, Dias serviu ao tucanato por anos e anos; e Meirelles, ao tucanato e ao PT. Empatou, ou deveria dizer, o roto falou do rasgado? Não falo em corrupção, notem!