ACESSE

Conselheiro dos Correios contesta lucro de R$ 600 milhões

Telegram

Gilberto Kassab disse que o governo descartou a privatização dos Correios, depois do “lucro” de R$ 600 milhões.

Só não explicou como um déficit que chegava a R$ 2 bilhões em novembro virou lucro de R$ 600 milhões um mês depois.

Marcos César Alves Silva, membro do Conselho de Administração da ETC eleito pelos trabalhadores, ajuda a esclarecer o caso:

“Isso só foi possível graças ao desprovisionamento de verbas relacionadas às obrigações com o pós-emprego dos trabalhadores, num montante que supera os R$ 3,4 bilhões.”

Segundo ele, a gestão dos Correios aplicou retroativamente o cálculo contábil sobre a decisão do TST, de janeiro, que instituiu mensalidade para custeio do plano de saúde.

 

Comentários

  • Willian -

    Até que enfim alguém de bom senso. Quando li a notícia, fiquei pensando, como pode uma empresa que está dando lucro, fechar mais de 500 agências, e demitir mais de 5.000 funcionários? Fico imaginando o diálogo: - tivemos um lucro de R$600.000.000; - Nossa é muito lucro, Vânia fechar umas 500 agências e demitir uns 5.000 funcionários, quem sabe assim diminuídos nossos lucros; - boa, diminuídos também as despesas com funcionários e sobra mais... Quem acredita que os Correios, há anos na UTI, fechando agências, demitindo gente está dando lucro? Só o gilberto kemosabe para acreditar.

  • Luiz -

    Quando li a informação de que houve lucro, achei muito estranho! Como pode, em poucos meses, um prejuízo bilionário ter-se transformado em Lucro? Isso é impossível! Agora a maracutaia veio a tona.

  • Lilica -

    pedalaram

Ler 41 comentários