Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Conselho Bolsominion de Medicina validou cloroquina contra Covid

Conselho Bolsominion de Medicina validou cloroquina contra Covid
Foto: Marcos Corrêa/PR

Em seu depoimento à CPI da Covid nesta quarta (5), Nelson Teich foi além de dizer que o Conselho Federal de Medicina teve uma “postura inadequada” ao não reprovar o uso de cloroquina no tratamento de pacientes com Covid.

Segundo o ex-ministro da Saúde, Mauro Luiz Britto Ribeiro, o presidente do CFM, foi ao Palácio do Planalto em 23 de abril do ano passado para apresentar um documento que validava o uso do medicamento em infectados por coronavírus.

“Foi uma reunião onde o presidente do CFM essencialmente apresenta um documento onde o CFM valida o uso de cloroquina em pacientes com doença leve ou moderada, desde que de acordo com critério médico”, declarou Teich à CPI.

“A consequência dessa reunião foi: esse documento do CFM se torna público e isso passa a ser uma posição do CFM”, acrescentou o ex-ministro.

Na época, o discurso de Ribeiro —entre Jair Bolsonaro e Teich na foto que ilustra este post, feita no dia da reunião— era que não se tratava de “recomendação” do conselho, mas “autorização” para que o médico, “em decisão compartilhada com seu paciente”, usasse a cloroquina contra Covid.

A cloroquina não apenas é ineficaz contra a Covid como aparentemente matou de hepatite medicamentosa pacientes que fizeram uso dela.

Mas o Conselho Bolsominion de Medicina não se responsabiliza.

Leia mais: A revista que fiscaliza TODOS os poderes e conta com os melhores colunistas do Brasil.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO