Conselho defende exame para médicos brasileiros

Com a saída dos cubanos, o Cremesp voltou a defender a aplicação de um exame nacional para testar o nível dos médicos brasileiros durante a graduação, publica o Estadão.

Como lembra o jornal, 40% dos recém-formados não alcançaram a nota mínima do exame que a entidade aplica.

“O exame apontou, por exemplo, que a maioria não sabia tirar pressão dos pacientes nem abordar corretamente vítimas de trânsito”.

Comentários

  • Ivan -

    É ... e quem tem a manha de fazer um negócio desses com médicos, representados pelos Conselhos Profissionais mais corporativos que existem na face da Terra?

  • Adenilson -

    Tem que melhorar a eficiência de todos os médicos. Conheço médico que não consegue ler um exame. Faz muito tempo que tenho medo de ir ao médico.

  • Geraldo -

    O Exame REVALIDA tem que ser para TODOS, cubanos, venezuelanos, americanos e porque não os brasileiros?

Ler 134 comentários