Conselho do MPF pode tirar poder de Aras sobre forças-tarefa

Conselho do MPF pode tirar poder de Aras sobre forças-tarefa
Antônio Augusto Brandão de Aras, o PGR

Está pronta para votação no Conselho Superior do Ministério Público Federal proposta que retira do procurador-geral da República o poder de formar ou acabar com as forças-tarefa, informa O Globo.

A competência seria transferida para os 11 membros do colegiado — atualmente, a maioria se opõe a Augusto Aras, que não gosta do modelo atual e tem trabalhado para substitui-lo.

O maior obstáculo para aprovar a proposta é que cabe somente a Aras, como presidente do conselho, pautar as sessões.

Mesmo se for iniciada a discussão, um de seus aliados pode pedir vista e adiar, por tempo indefinido, a aprovação.

Leia mais: Assine a Crusoé, a publicação que fiscaliza TODOS os poderes da República.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 55 comentários
TOPO