Conselho Federal de Medicina em silêncio sobre aplicativo de Pazuello

Conselho Federal de Medicina em silêncio sobre aplicativo de Pazuello
Reprodução

Até o momento, o Conselho Federal de Medicina não tomou providência nem se posicionou sobre o TrateCov, aplicativo de Eduardo Pazuello para que a categoria possa prescrever cloroquina a pacientes com sintomas da Covid-19.

Cientes do caso, os dirigentes ainda analisam desdobramentos do uso do aplicativo, que já cadastrou 340 médicos em Manaus, onde foi lançado na semana passada.

Como mostramos mais cedo, o aplicativo recomenda cloroquina até para bebê com diarreia e fadiga. Vários profissionais da saúde já cobraram uma sindicância da entidade.

Leia mais: Crusoé mostra a unificação das moedas cubanas e como a medida adotada após 26 anos coloca o Partido Comunista frente a alguns dilemas ideológicos
Mais notícias
TOPO