Conselho Regional de Medicina do DF se manifesta contra "lockdown"

Conselho Regional de Medicina do DF se manifesta contra “lockdown”
Pacientes coronavírus

O Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal divulgou, nesta segunda-feira (1º), uma nota em que critica o “lockdown” como medida para combater o coronavírus.

“Tal medida já se mostrou ineficaz, atentatória contra os direitos fundamentais da Carta Magna e condenada até mesmo pela própria Organização Mundial de Saúde”, afirma a entidade.

O CRM-DF ainda complementa: “O Amazonas, Estado com o maior índice de isolamento social do Brasil, apresentou o maior número de internações e mortes por Covid-19, cerca de 30-45 dias após o primeiro lockdown, sendo ainda mais imediato, após o segundo, configurando mais uma evidência do fracasso dessas medidas extremas de restrição”.

Na sexta-feira última, o governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), anunciou várias medidas para restringir a circulação de pessoas, com o intuito de conter o avanço do coronavírus. Entre as ações, está a proibição do funcionamento de bares e restaurantes.

Leia mais: Epidemiologista afirma que, numa previsão otimista, a imunidade global só será atingida em meados de 2023.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO