Constituição rasgada? Chamem os neurologistas

A Folha de S. Paulo noticia que o PMDB fatiou o julgamento do impeachment, em 30 de agosto, em troca dos votos do PT na eleição da Mesa Diretora do Senado.

“Colocando essa carta na mesa, Renan e petistas acertaram a solução que acabou mantendo o direito de Dilma de exercer cargo público. Em troca, o presidente do Senado obteve o apoio do PT, a terceira maior bancada da Casa, para a eleição da Mesa Diretora do ano seguinte.”

Pelo acordo, Eunício Oliveira, candidato a presidente do Senado, prometeu dar a primeira-secretaria da Casa aos petistas.

Os defensores intransigentes do Estado de Direito terão de rebolar para tentar explicar como PMDB e PT puderam rasgar a Constituição para fazer o acordo espúrio.

Talvez eles recorram à ajuda de neurologistas.

Faça o primeiro comentário