Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Consumo de oxigênio subiu 29% no DF em uma semana, diz White Martins

Consumo de oxigênio subiu 29% no DF em uma semana, diz White Martins
Foto: blickpixel/Pixabay

A White Martins, fornecedora de oxigênio líquido para as redes de saúde pública e privada no Distrito Federal, informou nesta quinta (11) que o consumo aumentou 29% nesta semana, em comparação com a semana passada.

Em nota a O Antagonista, a empresa informou manter “contato constante com seus clientes e as autoridades de saúde locais sobre variações de consumo de oxigênio, e já notificou a Secretaria de Saúde do Distrito Federal sobre o aumento de consumo acima mencionado”.

As instituições de saúde públicas e privadas, acrescentou a empresa, “são responsáveis pela gestão da saúde e têm acesso a dados que compõem o panorama epidemiológico da Covid-19, como o índice e a velocidade de contágio da doença, o crescimento da taxa de ocupação de leitos, a abertura de novos leitos, a implantação de hospitais de campanha, a quantidade de pacientes atendidos, bem como a classificação dos casos”.

A Secretaria de Saúde do DF informou, também hoje, que “o consumo de oxigênio nas unidades hospitalares é monitorado permanentemente (…) O que ocorre é que a demanda de pacientes é muito alta para os pontos fixos de oxigênio nas unidades, por isso, é necessária a utilização de tubos de oxigênio portáteis para suportar a demanda nesse momento”.

A Secretaria de Saúde não soube informar em números a situação do oxigênio no Distrito Federal, e não detalhou a recente declaração do secretário Osnei Okumoto.

Na terça (9), o secretário Okumoto alertou para uma possível falta de oxigênio em leitos de UTI se os outros estados do Brasil não tomarem providências.

Leia mais: Pois é, nada mudou da esquerda para a direita.
Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO