Cobrindo o caixa 2

Em alegações finais na ação penal que investiga João Santana e Mônica Moura por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, o Ministério Público Federal pediu à Justiça que os réus devolvam à Petrobras R$ 1,5 bilhão.

Além do casal, são réus o operador Zwi Skornicki, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto, o ex-diretor da Petrobras Eduardo Musa e o ex-diretor da Sete Brasil João Ferraz.

O valor é recorde e superior até ao cobrado de empreiteiras do petrolão. O MPF desconfia que o PT, nos últimos anos, amealhou um imenso butim para financiar campanhas futuras.

Ninguém melhor que o Feira para saber onde está.

Faça o primeiro comentário