Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Contarato diz que PEC da Vingança virou "questão pessoal" para Lira

Senadores comemoram a derrota da proposta ontem à noite na Câmara, mas defendem que é preciso "manter a vigilância" nos próximos dias
Contarato diz que PEC da Vingança virou “questão pessoal” para Lira
Reprodução

No Senado, a derrota da PEC da Vingança ontem no plenário da Câmara também foi encarada com surpresa.

Fabiano Contarato (Rede) disse no Twitter que a derrota da proposta contra o Ministério Público “deve ser celebrada com comedimento, para que não seja ‘vitória de Pirro'”.

“A questão se tornou pessoal para o presidente Lira (foto) e não se pode subestimá-lo: é preciso manter a vigilância até o sepultamento definitivo dessa proposta. Por pedaladas regimentais já usadas antes, seria possível provocar um novo turno de votação, com um texto ligeiramente diferente. Bastaria mudar 11 votos, e Lira já sabe quais são esses nomes, após uma votação nominal. A pressão pela mudança de votos será descomunal”, acrescentou.

Alessandro Vieira (Cidadania) também afirmou que é preciso “manter a vigilância”.

“PEC da Vingança rejeitada! Parabéns para todos que resistiram, mas é preciso manter a vigilância firme. As tentativas de destruição do aparato de combate à corrupção não vão parar por aí”, escreveu ele no Twitter.

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO