Corregedor dá 15 dias a desembargadora para explicar crítica a Toffoli

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, ordenou “de ofício” (por iniciativa própria) que Kenarik Boujikian, do TJ-SP, esclareça em 15 dias as críticas que fez a Dias Toffoli, relata Fausto Macedo.

O caso refere-se às declarações do presidente do STF em evento na Faculdade de Direito da USP, no início deste mês, quando Toffoli disse que não usava “golpe” nem “revolução”, e sim “movimento”, para se referir a 1964.

Dias depois, a desembargardora do TJ-SP afirmou que um ministro do STF “chamar de movimento um golpe reconhecido historicamente é tripudiar sobre a história brasileira” e “desrespeitar as nossas vítimas”.

Martins alegou que as declarações de Kenarik podem caracterizar conduta vedada a magistrados. A desembargadora disse à Folha que aguarda ser notificada para dar esclarecimentos.

Bolsonaro x Haddad: o que a grande imprensa não conta para você está AQUI

Deixe seu comentário

Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem;
Tempo de publicação: 4 minutos

200

  1. Somente o garoto de 15 anos esquartejado diante de sua mãe no Araguaia pelo Osvaldao, braço direito de José jenuino, já bastaria para todo brasileiro exigir o fim e devolução do bolsa terrorista

Ler mais 82 comentários
  1. Somente o garoto de 15 anos esquartejado diante de sua mãe no Araguaia pelo Osvaldao, braço direito de José jenuino, já bastaria para todo brasileiro exigir o fim e devolução do bolsa terrorista

  2. Hunnn! Desconfio! São dois pavões! Fazem qualquer negócio por uma foto ou manchete! A duvidosa competência ecoa nas atitudes dramáticas que suplicam atenção.Aconselho exame de sanidade!

    1. A repressão mais firme foi necessária pois os guerrilheiros terroristas já tinham matado mais de 60 pessoas até 68.

  3. Tem pessoas que desrespeitam as mais de 70 mil execuções por ano dos dias de hoje para tecer elogios a criminosos e terroristas que foram tratados com muita leniência nos anos 70. Prova: muitos viv

  4. A pedido do Congresso e com amplo apoio de toda a sociedade e de toda a imprensa os militares foram chamados a desempenhar suas funções e atribuições CONSTITUCIONAIS em 1964. Fato Histórico!

  5. Isso se e somente se o oficial de justiça conseguir encontrar para intimar – imagine algo, um serviço publico neste pais, com os processos mais arcaicos e que protege os canalhas. Agora dobre.

  6. A desembargadora deveria relatar os que os comunistas/socialistas fizeram na luta armada, assassindo e torturando inocentes para dar o golpe na democracia! sequestros, assaltos a bancos e etc..

  7. Minha tia era professora e foi torturada e estuprada na cadeia. O marido dela – que nem falava português, era francês – também foi preso. 20 anos depois, admitiram que a prisão foi um erro.

    1. É, Bruno, sou desse tempo. A ditadura e suas torturas foram um crime inominável contra os brasileiros. Tortura nunca mais. Voto em B17, mas odiei quando defendeu a tortura.

  8. Não é estranho que a desembargadora tenha tal opinião. Nas últimas décadas a mídia tem bombardeado a população com versão “fake” dos fatos do regime militar. Que o novo governo restabeleça

  9. Isso me parece TEATRO, considerando que as corregedoria estão perseguindo pessoas sérias como o Dr. Moro e Deltan Dallagnol. Esse teatro pode ser apenas uma DESCULPA para justificar outros casos

    1. Todos deviam passar por exame de sanidade mental. Olha, que ía ter gente saindo na “camisa de força. Você duvida?

  10. Esta “desembargadora” embora pertença à esquerda RAIVOSA, demontrou nenhum respeito ao presidente do STF! E ele, ainda não justificou a SUSPEITÍSSIMA MESADA que recebe! Esse é o nosso judiciá

  11. Em vinte anos de governos militares, alguns poucos terroristas culpados, morreram !!! Estou certo de que nos últimos vinte anos, morreram mil vezes mais INOCENTES, vítimas da corrupção !!!

  12. Esse deve ter sido nomeado a custas de favores ou por indicaçao de alguem !! Se manisfestar por conta de uma figura de linguagem é falta do que fazer. Golpe é o que ele esta querendo dar….

  13. Senhor Corregedor Nacional de Justiça, Humberto Martins, porque o senhor não manda investigar a denúnica feita por este meio de comunicação sobre a mesada mensal de R$ 100.000,00…

    1. Por que a ideia é apenas justificar que a perseguição ao juiz Moro – por conta daquele domingo em q Lula não foi libertado – não é apenas ao juiz Moro. Por isso criaram esse precedente

    2. A credibilidade do “poder judiciário” está em “queda livre” !!! É uma vergonha que o presidente do STF, não tenha o mínimo respeito à sociedade brasileira e explique esta “mesada” !!!

    3. A mesada anual é proveniente de um acordo que oTofolli participou com Lula e a OAS e consta da deleção do Pallocci

  14. Se não houvesse governo militar, a esquerda teria instalado a ditadura do proletariado. Eu prefiro q tivesse ocorrido um governo militar a uma ditadura do proletariado. Só não concordo c/ os excess

  15. Vítimas são as famílias brasileiras que enterram seus filhos por causa de um CELULAR e o Judiciário bolivariano liberta todos os assassinos e ladrões para prosseguirem em suas ações delitivas!

  16. O que esta Desembargadora COMUNISTA está pretendendo ??? A esquerda DECLAROU GUERRA às Forças Armadas e levou ferro . Guerra é para profissionais , não amadores , depois vem com mi mi mi .

  17. E dizem que por aqui existe uma justiça. Acho que tem sim, nomes sobre justiça, tem ministério, tem côrtes (plural), tem corregedoria, tudo de nome. Que não se diga que não tem coisas de justiç

  18. NUNCA HOUVE DITADURA, eu digo isso Desembargadora, a história que inventaram chamando o período de golpe foi uma narrativa de esquerda que prosperou, a mesma esquerda que aparelhou todo o judiciári

  19. MUITO MIMIMI POR NADA! SÓ UMA OPINIÃO!…………………………………………………………………………………………………………………………………………….

  20. E na verdade foi sim um movimento do povo pedindo a intervenção militar é só pesquisar as passeatas de mais de um milhão naquele tempo foram várias e olha que a população do Brasil 80 milhões

  21. Tem alguma coisa fora do lugar nessa discussão, será q vão tentar colocar o Toffoli como defensor do regime militar logo o homem q soltou Dirceu ilegalmente e está no STF para proteger o PT.

  22. Pesquisem no Google e vejam como essa senhora milita em todas as causas da extrema esquerda. E não, não há consenso quanto a golpe e vítimas. Isso foi revisionismo histórico de esquerdistas.

    1. Disse sim. É no mínimo uma versão extremamente parcial. Mas falar essa bobagem não é algo vedado. Militância sim seria. Tem que ver o contexto. Estranho.

  23. Essa figura é canhota. Faz parte da estrovenga chamada “Associação Juízes para a Democracia”, um bando de canhotos que também fazem parte do grupo “Direito achado na Rua”. Pesquisem e conhece

  24. A Senhora Desembargadora, tal como muitas autoridades e acadêmicos tidos como “doutos”, deve recordar-se que houve centenas de mortes de ambos os lados, e que a anistia foi ampla, geral e irrestrit

    1. Acho que você não entendeu. Quem adotou uma postura PETISTA foi a desembargadora. Ela considera vítimas os comunistas mas não fala das atrocidades que cometeram