Corregedor de tribunal que julga Flávio se esconde da imprensa após encontro com Bolsonaro

Corregedor de tribunal que julga Flávio se esconde da imprensa após encontro com Bolsonaro
Foto: Divulgação/TRE

O desembargador Bernardo Garcez, corregedor-geral do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, fugiu da imprensa após encontro com Jair Bolsonaro no Palácio do Planalto. Garcez, que integra o órgão especial que julgará denúncia contra Flávio Bolsonaro, escondeu-se atrás de uma pilastra.

Garcez apareceu, às 16 horas, na saída leste do palácio presidencial, onde autoridades costumam conversar com jornalistas. O desembargador, porém, ignorou os questionamentos dos repórteres e se dirigiu à área externa, refugiando-se no detalhe da arquitetura do edifício onde achou que não podia ser visto.

Segundo o Valor, câmeras de diversas emissoras correram para uma outra área, de onde era possível avistar o desembargador, para filmá-lo. Um carro veio apanhá-lo momentos depois.

Em nota, o TJ-RJ afirmou que a visita do corregedor atende a convite feito pela Presidência da República, “através da Secretaria Especial de Modernização do Estado (Seme), para que a Corregedoria integre o Comitê de Modernização de Ambiente e Negócios”.

Leia mais: A Crusoé fiscaliza TODOS os poderes e, nesta semana, é a vez do Legislativo.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 175 comentários
TOPO