ACESSE

Corregedor intima juiz que investigou Flávio Bolsonaro a prestar esclarecimentos

Telegram

O corregedor nacional de Justiça, Humberto Martins, intimou o juiz Flávio Itabaiana, responsável pela investigação da rachadinha no antigo gabinete de Flávio Bolsonaro, a prestar esclarecimentos sobre uma suposta frustração com a decisão que deu ao senador foro privilegiado.

Martins instaurou um “pedido de providências” com base em reportagens sobre um suposto relato que Itabaiana teria feito a pessoas próximas sobre a decisão do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro que tirou o caso da primeira instância.

O corregedor citou reportagem do Globo, que atribui a Itabaiana a seguinte declaração a amigos próximos, logo após a decisão: “Por que eles têm tanto medo de mim?”.

Ele também levou em conta notícias de que a filha de Itabaiana, Natália Nicolau, trabalha no governo de Wilson Witzel, o que afetaria sua imparcialidade para tocar a investigação.

Martins quer avaliar a conduta do magistrado por, segundo ele, em tese, infringir “deveres dos magistrados estabelecidos na LOMAN e no Código de Ética da Magistratura”.

Itabaiana deverá prestar esclarecimentos em até 15 dias.

Leia mais: A guinada de Bolsonaro para ficar no poder

Comentários

  • Lre -

    Muito estranho esse processo: um juiz amigo do Witzel, um procurador com amizades na Globo e aparentemente petista , só investiga os deputados com pequenas rachadinhas, enfim ........

  • Rodrigo -

    O judiciário estatal politizado e corrupto é conivente com as falcatruas dos políticos desonestos e corrói o país.

  • Maria -

    Essa atitude de intimidação revela q de fato alguns parecem temer o juiz Itabaiana. Por q será?

Ler 78 comentários