Corregedora diz que acesso a acervo da Lava Jato não tem relação com ação de Aras

Corregedora diz que acesso a acervo da Lava Jato não tem relação com ação de Aras
Foto: Divulgação/PGR

A Corregedoria-Geral do Ministério Público Federal afirmou, em nota, que o acesso aos dados sigilosos da Lava Jato no Paraná “não possui nenhuma relação” com o pedido que foi feito ao Supremo em junho por Augusto Aras para obter as mesmas informações.

“A solicitação para o envio de cópia dos bancos de dados da Força Tarefa foi tomada no regular exercício de atividades correcionais do órgão”, disse o órgão.

“Todo o material recebido ficará sob guarda da Secretaria de Perícia, Pesquisa e Análise (Sppea) do MPF, que tem atribuição para ações dessa natureza.”

Desde maio, Augusto Aras e a chefe da Lava Jato na PGR, Lindôra Araújo, tentam obter a base de dados da força-tarefa. O pretexto era verificar se os procuradores investigavam clandestinamente Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre.

Em julho, durante o plantão do STF, Dias Toffoli chegou a autorizar o compartilhamento dos dados, mas em agosto Edson Fachin revogou a medida. A PGR diz que os dados ficam na Corregedoria e que não terá acesso a eles.

Leia mais: Assine a Crusoé e apoie a o jornalismo independente.
Mais notícias
TOPO