Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Côrtes admite propina

O Globo informa que Sérgio Côrtes, ex-secretário estadual de Saúde do Rio de Janeiro preso preventivamente desde abril, admitiu pela primeira vez ter recebido propina do empresário Miguel Iskin, apontado como o corruptor do esquema na pasta revelado pela operação Fatura Exposta.

A admissão de Côrtes ocorreu em depoimento de 10 de agosto, em investigação do MPF sobre uma conta na Suíça de Verônica Vianna, sua mulher, que, em 2011, recebeu um depósito de US$ 6 milhões de Iskin.

Iskin é acusado de subornar Côrtes para obter vantagens em contratos de compra de equipamentos hospitalares pela secretaria estadual de Saúde do Rio na gestão do ex-governador Sérgio Cabral.

Alvo da investigação, Verônica disse que assinou o documento de abertura da conta a pedido do marido, que lhe teria dito ser um papel para a criação de um cartão de crédito internacional.

“Côrtes repetiu aos procuradores a história contada pela mulher e foi além: afirmou que ele próprio falsificou a assinatura de Verônica para encerrar a conta na Suíça, abrir outra nas Bahamas e transferir para lá o dinheiro, o que ocorreu em janeiro de 2016. No pedido de cooperação com a Suíça para levantar o histórico da conta, os procuradores afirmam que ‘não se afigura crível’ a versão contada por Côrtes e sua mulher.”

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO