Assine
Acesse
Acesse o Antagonista+ Acesse a Crusoé

Cotado para Minas e Energia de Bolsonaro saiu no Wikileaks elogiando Graça Foster

O consultor Adriano Pires, cotado para ser o ministro de Minas e Energia do governo Bolsonaro, saiu em telegramas do governo dos EUA publicados pelo Wikileaks.

Em conversas com integrante do escritório de assuntos econômicos da embaixada dos EUA, em 2009, Pires avaliou como “positiva” a nomeação de Graça Foster para a Diretoria de Gás e Energia da Petrobras, no lugar de Ildo Sauer.

Segundo o consultor, a presença da protegida de Dilma reforçaria a posição da então ministra na presidência do Conselho de Administração da estatal.

Em outro telegrama, Pires defendeu a diversificação da matriz energética brasileira, com incremento das termoelétricas – caminho que, depois, se revelou desastroso pelo altíssimo custo.

 

Mais notícias
Comentários desabilitados para este post
TOPO