Covid-19: presidente da Anvisa diz não ter 'nem uma página de dossiê' sobre vacina russa

Covid-19: presidente da Anvisa diz não ter nem uma página de dossiê sobre vacina russa

O presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou em entrevista a O Globo que a agência estabeleceu como foco principal de sua atuação “dar respostas seguras, no menor tempo possível, para vacinas” contra a Covid-19.

Barra afirmou que, até o momento, não recebeu nenhum documento a respeito da vacina produzida pela Rússia, pela qual estados como Bahia e Paraná já manifestaram interesse: “Não recebemos ainda nada. Não temos ainda nem uma página de dossiê a respeito da vacina russa”.

O presidente da Anvisa evitou dar um prazo para a disponibilização da vacina para a população do Brasil. Disse, porém, que as informações que tem recebido indicam que ela estará apta para o uso nos primeiros meses de 2021.

Questionado sobre a possível inclusão do “kit Covid” (cloroquina, azitromicina e ivermectina) no programa Farmácia Popular, Barra afirmou que não opina sobre políticas do Ministério da Saúde.

Segundo ele, a Anvisa atua em “em indicações consagradas pela práxis médica”, que seguem a bula do medicamento, e não em usos “off-label”.

Leia mais: O erro dos governadores na pandemia. Clique aqui para ler mais
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 3 comentários
TOPO