Covid-19: Saúde diz ter acordo para aquisição de 142 milhões de doses de vacinas

Covid-19: Saúde diz ter acordo para aquisição de 142 milhões de doses de vacinas
Foto: cottonbro/Pexels

O Ministério da Saúde informou neste domingo que a pasta tem acordos contratuais para o possível acesso a 142,9 milhões de doses de vacinas contra a Covid-19, que poderão imunizar ao menos um terço da população brasileira.

A maior aposta do ministério é na vacina de Oxford, que poderá ser produzida pela Fiocruz.

“Se tudo ocorrer da maneira planejada, em 2021 o Brasil já poderá produzir na Fiocruz de forma autônoma e com tecnologia nova mais 110 milhões de doses das vacinas”, disse a pasta.

Como publicamos, o ministério deve assinar cartas de intenção não-vinculantes para a compra das vacinas da Pfizer, Janssen, Bharat Biotech, Sputnik V e Moderna. Algumas delas já aderiram ou estão em negociação para aderir ao consórcio internacional de vacinas, o Covax Facility.

O ministério só vai comprar as vacinas quando elas tiverem registro na Anvisa, preço máximo regulado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos e receber recomendação de incorporação pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS.

A pasta aguarda também o fim dos estudos da fase 3 dos imunizantes.

A nota do ministério não menciona a Coronavac, a vacina desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e que possui acordo com o Instituto Butantan.

Leia mais: Os leitores de O Antagonista não agonizam com polêmicas fake.
Mais notícias
Comentários
Os comentários não representam a opinião do site; a responsabilidade é do autor da mensagem. Em respeito a todos os leitores, não são publicados comentários que contenham palavras ou conteúdos ofensivos. Tempo de publicação: 4 minutos
Ler 41 comentários
TOPO